Todos os dias, das 06h às 20h50 | Av. T-01, 2139, St. Bueno, Goiânia – GO.

(62) 9 9819-9933 | (62) 3661-5051

Doces que são a cara da infância

Quais são as suas primeiras memórias quando pensa na infância? Para muitos, as lembranças estão relacionadas aos momentos de diversão, companhia dos pais, casa dos avós. E nisso, alguns sabores logo vêm à mente, não é?

Os doces são uma unanimidade, os preferidos da criançada e estão sempre presentes nos momentos especiais. A verdade é que eles ajudam a compor lanches que agradam aos mais diferentes paladares e nem mesmo os adultos ficam de fora.

Sonho de creme ou doce de leite. Qual o seu preferido?

Entre os mais tradicionais, o sonho é uma verdadeira delícia, muito saborosa também para os adultos. Afinal, quem resiste àquela massa doce fofinha envolta por açúcar e recheada com muito creme ou doce de leite? Difícil, não é? A receita é bastante simples, uma das mais tradicionais no Brasil, porém, faz sucesso entre pessoas de todas as idades. O segredo está em ousar nos recheios, afinal, mesmo o mais comum pode ter um sabor incomparável quando bem preparado e ficar para sempre na memória.

De origem alemã, a cueca virada conquistou o sul do Brasil

Outro doce que tem história para contar é a cueca virada. Muito popular no sul do Brasil, onde os italianos se instalaram após chegarem ao país, ela tem mesmo o sabor da infância, não é? Também conhecido por Grôstoli nas cidades mais interioranas, esse doce virou tradição na casa das avós e tem como diferencial o gostinho marcante da canela polvilhada junto ao açúcar. O seu formato é um tanto quanto peculiar, com massa fina que antes de ser levada à fritura ganha um nó, responsável pelo seu visual “virado” depois de pronta.

Uma curiosidade sobre a cueca virada: na Itália ela é conhecida como “doce de carnaval”, porém ao chegar no Brasil não foi relacionada com a festa popular, conquistando principalmente os moradores de cidades mais interioranas no sul do país.

Bolacha dobrada e sua origem uruguaia

No Brasil conhecida como bolacha dobrada, no Uruguai, galleta. Independente do nome, uma coisa é unânime: seu sabor inconfundível. O doce é muito apreciado e surpreende com uma massa extremamente delicada, macia por dentro e crocante por fora. Entre os mais antigos, principalmente aqueles que residem em cidades menores, independente da região do país, a bolacha uruguaia também é conhecida como vovó sentada, bolachão, Gabriela e biscoito do campo. As nomenclaturas são muitas, mas todas se referem ao pãozinho doce com formato dobrado que tanto encanta.

Além da versão tradicional, essa bolachinha saborosa também pode ser apreciada com massa folhada, para aqueles que preferem mais leveza a cada mordida. Os mais ousados costumam saboreá-la com alguns acompanhamentos – dos salgados aos doces, conforme o paladar. Há quem goste com mortadela, queijos ou mesmo com geleias e cremes.

E você, tem algum doce que não fica de fora das suas lembranças de infância?

Fonte:

logo wordpress final negativo
Todos os dias, das 06h às 20h50
(62) 9 9819-9933 z (62) 3361-5051
contato@padocacasadepaes.com.br
Av. T-01, 2139, St. Bueno, Goiânia – GO