Todos os dias, das 06h às 20h50 | Av. T-01, 2139, St. Bueno, Goiânia – GO.

(62) 9 9819-9933 | (62) 3661-5051

Café da manhã e brunch você sabe qual a diferença?

Imagine e tente sentir agora o aroma do café, o cheiro do pão quentinho ou do bolo saindo do forno…

Conseguiu?

Então seja bem-vindo aos apreciadores de um bom café da manhã ou ao clube dos que preferem um brunch. Não sabe a diferença? Nós explicamos para você!

Quando se fala em café da manhã, presume-se uma refeição feita logo após acordar e que será seguida de um almoço. Quando se fala em brunch, presume-se uma refeição – não necessariamente a primeira do dia para aqueles que acordam bem cedo – entre o meio e o final da manhã e que fará as vezes de café da manhã e almoço – daí a palavra, originária da junção, em inglês, de breakfast e lunch.

O café da manhã começa mais cedo do que o brunch. O horário para começar depende do dia da semana e dos hábitos dos convidados, mas, em nossa opinião, o café da manhã não se estende por muito tempo – duas horas são mais que suficientes. O cardápio – principalmente em nossa cultura – também é mais leve, incluindo, por exemplo, frutas, cereais, iogurtes, bolos secos, pães, frios, queijos, manteiga, requeijão e outros similares, geleias, leite, café (claro!), achocolatados e sucos. Outra coisa que adoramos incluir no cardápio? Tapioca! Ovos também podem ser servidos e caem muito bem.

Como o café da manhã deve ser rápido e informal, as comidas podem ser dispostas tanto no centro da mesa – como fazemos no dia a dia e quando recebemos poucas pessoas da família – ou em um aparador, que sempre dá mais liberdade para todos se servirem sem interferir na conversa.

O brunch começa do meio para o final da manhã e se estende enquanto durar a animação dos convidados. O legal é justamente não ter hora para terminar. Diz-se que ele foi criado na Inglaterra, no final do século 19, para atender à festeiros que passavam a noite se divertindo e só conseguiam acordar muito tarde no dia seguinte, e, por isso, ele é tradicionalmente servido aos domingos e feriados.

Como quem toma brunch não almoça, o cardápio aqui precisa ter uma variedade maior de comidas capazes de aplacar o apetite e manter todos bem até o final do dia.

Além dos mesmos pratos servidos no café da manhã, no brunch também são incluídos, por exemplo, queijos e carnes mais gordurosos – brie e presunto cru são boas alternativas – tortas, salgadas e doces, quiches, pães e omeletes bem recheados, saladas, batatas, bruschettas, peixes defumados e até ostras, camarões e outros frutos do mar. Quer sofisticar? Inclua blinis com creme azedo e ovas no cardápio do brunch.

Como o brunch se estende indefinidamente, avançando muitas vezes longe na tardinha, as comidas precisam estar sempre à disposição dos convidados – salvo uma coisa ou outra que precisa ser feita imediatamente antes de se servir. Assim, dispor as comidas sobre um aparador ou servir o brunch em estilo buffet é essencial. Desta forma, além da mesa permanecer arrumada – se o caso for de mesa posta – todos ficam livres para circular, conversar e se servir quando e quantas vezes quiserem.

Uma outra diferença importante entre o café da manhã e o brunch é a de que, ao contrário do primeiro, no brunch são servidas bebidas mais fortes, inclusive alcoólicas. Suco de tomate é muito tradicional quando se fala em brunch, assim como o Bloody Mary. Espumante e drinks preparados a partir dele também caem muito bem.

Fonte:

logo wordpress final negativo
Todos os dias, das 06h às 20h50
(62) 9 9819-9933 z (62) 3361-5051
contato@padocacasadepaes.com.br
Av. T-01, 2139, St. Bueno, Goiânia – GO